FANDOM


VF Rune, Friendship - Parabatai

Runa de Amizade/Combinação

Parabatai é um par de guerreiros Nephilim que lutam juntos como parceiros ao longo da vida, unidos por juramento, independentemente do seu sexo. Seu vínculo não se reflete apenas na sua proximidade e vontade de dar a vida uns pelos outros, mas também no juramento — um juramento em frente ao Conselho.

Nem todos os Caçadores de Sombras são obrigados a ter um parabatai; na verdade não é muito comum eles possuírem um. Um Caçador de Sombras tem apenas 18 anos para encontrar e escolher um parabatai; Se o Caçador de Sombras tiver mais do que 18 anos o ritual não é mais aberto para ele. De acordo com Jem Carstairs, se dois parabatai se apaixonarem, eles serão amaldiçoados.

Ritual

Codex David & Jonathan

David e Jonathan

Emma e Julian Parabatai

Emma e Jules

CJ Will & Jem 03

Will e Jem

CJ James & Matthew 01

James e Matthew

CJ Cordelia & Lucie

Cordelia e Lucie

CJ Young Robert & Michael 04

Michael e Robert

Tarot Runes 6

Jace e Alec

Atualmente, os parabatai devem ser ligados na infância; isto é, antes de um deles ter completado dezenove anos. Eles não são apenas guerreiros que lutam juntos; os juramentos que os recém tornados parabatai fazem em frente ao Conselho incluem os votos de dar a vida pelo outro, de viajar para onde o outro for, e de fato, serem enterrados no mesmo lugar.

Na cerimônia formal realizada para vincular o parabatai, existirão três anéis de fogo no chão: dois para os indivíduos, e um terceiro no meio que servirá como o anel comum, aparentemente, simbolizando a união ou junção do par como parabatai. As palavras do juramento parabatai são faladas, e runas parabatai são trocadas e colocadas uns sobre os outros. [1]

Os dois primeiros homens Caçadores de Sombras, Jonathan e David, lutaram lado a lado como o primeiro parabatai. A tradição diz que o ritual que realizavam era bem diferente da atual: Eles tomaram o sangue um do outro, falaram as palavras do juramento, e inscreveram as runas de ligação um no outro. [2]

Juramento

Rogo não deixá-lo,
ou voltar após segui-lo;
Pois, para onde fores, irei,
E onde estiver, estarei;
Os teus serão os meus,
e teu Deus, o meu Deus,
Onde morreres, eu morrerei, e lá serei enterrado.
O anjo o fez para mim, mas também.
Nada senão a morte partirá a mim e a ti.

Ligação

Um Caçador de Sombras pode escolher apenas um parabatai em sua vida e não pode realizar o ritual mais de uma vez. A maioria dos Caçadores de Sombras não tem um parabatai; assim, ter a sorte de encontrar alguém digno de se tornar parabatai é considerado uma bênção. Este ritual de vínculo reforça os sentimentos naturais de amor e amizade que já existem entre o par; no entanto, isso não impede que a rivalidade ou ódio cresça entre eles. [3]

As runas parabatai colocadas sobre eles lhes permitem recorrer a força um do outro na batalha. Eles também mantêm uma forte ligação entre si e são capazes de sentir a força vital um do outro; Caçadores de Sombras que perderam seus parabatai descrevem ser capazes de sentir a vida sair de seu parceiro, e quando algo sobrenatural acontece com o outro.[4] Além disso, Marcas feitas por um parabatai sobre o outro são mais fortes do que aquelas desenhadas por outras pessoas, e há marcas que apenas parabatai podem usar, porque eles desenham nos parceiros com o dobro de força.

O único vínculo vedado ao parabatai é o vínculo romântico. Como confirmado pela Clave e escrito no Códex dos Caçadores de Sombras, esses pares ligados devem manter a dignidade do seu vínculo guerreiro e não devem permitir que isso se transforme no amor terreno conhecido como Eros. A maioria dos Caçadores de Sombras não sabem o motivo, mas é, em parte, porque a possibilidade de a paixão acabar arriscaria o vínculo que o parabatai é suposto e obrigado a manter para sempre, e também é considerado algo além da emoção humana.[5] No entanto, a razão pela qual foi escrito na lei, além das razões simbólicas e práticas, é geralmente desconhecida para a maioria dos Nefilins e é considerado um mistério há muito escondido, [6] sobretudo um determinado evento que aconteceu uma vez no passado em que um par de parabatai se apaixonaram e tentaram ficar juntos, e algo terrível aconteceu. Devido a este evento no passado, assumiu-se que o incidente poderia ser repetido, a menos que fosse posta uma proibição, daí as regras e punições.[5][7][8][9][10][11][12] Os Caçadores de Sombras trovadores no final da Idade Média, fizeram várias canções que retratam o amor proibido de pares parabatai e as tragédias inevitáveis, tanto de sofrimento e desastre mágico, que se abateu sobre eles quando eles se tornaram romanticamente ligados. [2] De acordo com Jem Carstairs, um vínculo de amor entre parabatai vai reforçar a sua energia para o ponto da magia, mas porque Caçadores de Sombras não são destinados a usar magia, o poder também é corrompido e perigoso. [13]

Separação

Como o vínculo matrimonial, o vínculo parabatai é quebrado, normalmente, apenas pela morte de um dos membros da parceria. No entanto, a ligação também pode ser cortado em algumas circunstâncias raras: Se um deles se torna um ser do submundo, se deixa a sua vida como um Caçador de Sombras para estar com um mundano, e se é exilado. [14] Quando um se torna um Irmão do Silêncio ou uma Irmã de Ferro, o vínculo se dissolve naturalmente como as marcas de transformação que novos oblatos recebem estão entre as mais poderosas que existem e oprimem e dissolvem as marcas de ligação parabatai, assim como eles dominam e dissolvem marcas de guerreiro mais comum.

Além disso, quando a ligação é cortada ou torcida de qualquer forma, o parceiro sente a quebra de conexão ou alguma outra sensação estranha facilmente associado a ele. [15][16]

História

E sucedeu que, a alma de Jônatas se ligou com a alma de Davi e Jônatas o amou, como à sua própria alma...E Jônatas e Davi fizeram aliança; porque Jônatas o amava como à sua própria alma.

–1 Samuel 18–3, O Códex dos Caçadores de Sombras

É um ideal de companheirismo guerreiro que remete a um longo tempo atrás. A ideia de laços parabatai veio de um velho conto, particularmente o conto bíblico de Davi e Jônatas, guerreiros que se amavam muito e cujas almas foram unidas pelo Céu depois de formarem uma aliança. Fora dessa história, Jonathan Shadowhunter e seu companheiro David, que eram homônimos coincidentes dos personagens bíblicos de mesmo nome, tiveram a ideia de parabatai e codificaram a cerimônia na Lei. [2]

Parabatai Conhecidos

Etimologia

O termo parabatai vem de heniochoi kai parabatai, o que significa "condutores e companheiros" em grego antigo. O Companheiro não pode deixar o condutor do carro; o Companheiro luta na carruagem para proteger o outro, enquanto o condutor dirige; um é inútil sem o outro.

Curiosidade

  • Um feitiço de geminação demoníaco que se liga às pessoas tem sido comparado e referido como uma forma mais escura do vínculo parabatai, onde um indivíduo é superior ao outro e é capaz de imprimir em cima do outro membro seus pensamentos e sentimentos. Quando um é ferido, o outro também é, e quando um morre, ambos morrem. Uma vez que este rouba de um membro do vínculo sua livre vontade, é considerado o equivalente demoníaco do vínculo. [16]
  • As palavras do juramento parabatai é uma variação do versículo de Rute 1:16,17 da Bíblia: "Não me instes para que te abandone, e deixe de seguir-te; porque aonde quer que tu fores irei eu, e onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus;Onde quer que morreres morrerei eu, e ali serei sepultada. Faça-me assim o Senhor, e outro tanto, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti."

Referências


Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.