FANDOM


Gideon Lightwood é o filho mais velho de Benedict Lightwood e Barbara Pangborn. Mais tarde, ele se casou com a mundana Sophie Collins, que sofreu a Ascensão e se tornou uma Caçadora de Sombras.

Biografia

Vida Pregressa

Gideon Arthur Lightwood nasceu o mais velho de três filhos, os outros sendo Gabriel Lightwood e Tatiana Lightwood. Sua mãe morreu quando ele tinha cinco anos de idade, e a história de sua morte que seu pai lhes disse nunca fez sentido para ele. Criado por seu pai, Gideon e seus irmãos cresceram acreditando que todos os Caçadores de Sombras eram como Benedict, que despreza o convencional e a Lei, e todos agiram como ele. Gideon, no entanto, aparentemente nunca tinha sido feliz em Londres, chamando a sua casa de um lugar miserável desde a morte de sua mãe.

Gideon tinha cerca de quinze anos quando conheceu Will Herondale em uma festa de Natal realizada no Instituto de Londres. Sua irmã, Tatiana, estava irremediavelmente apaixonada por Will. Quando Will a humilhou ao ler seu diário na frente de todo o Enclave, Gideon e Gabriel desenvolveram uma profunda repugnância por Will, e Gideon aparentemente era muito pior do que seu irmão durante esses dias.

Quando completou seu treinamento de caçador de sombras aos dezoito anos, Gideon optou por viajar para outro Instituto e se estabeleceu em Madri, Espanha. Gideon ficou chocado ao perceber que os outros Caçadores de sombras não eram tão pomposos quanto seu pai e aparentemente foi tratado como um monstro até perceber a erroneidade dos princípios que ele foi criado e mudou sua maneira de agir.

Retorno à Londres

Cerca de um ano depois que ele saiu, Gideon foi chamado de volta de Madrid por seu pai, que disse que ele era necessário em casa e que devia retornar imediatamente. Embora já não concordasse com as decisões e os princípios de seu pai e quisesse ficar longe, decidiu retornar a Londres, apenas na esperança de ajudar e salvar seu irmão, Gabriel, da lavagem cerebral posterior de seu pai.

Antes da chegada de Gideon a Londres, decidiu-se em uma reunião do Conselho que ele e seu irmão seriam encarregados da formação dos residentes inexperientes do Instituto de Londres, particularmente Sophie Collins e Tessa Gray.

Em um ponto, seu pai deu uma festa em suamansão de Chiswick para honrar, e impressionar, o Magistrado. Vendo os convidados demoníacos e servos autômatos, foi só então que Gideon percebeu até que ponto Benedict tinha ido em termos de sua fraternização com demônios, para seu horror. Ele também acabou aprendendo sobre a piora de seu pai devido a sua doença, a varíola demoníaca, bem como o acordo de Benedict com Mortmain em uma tentativa de curar a si mesmo.

Durante as sessões de treinamento no Instituto, embora os irmãos estivessem inicialmente frustrados com a tarefa designada, Gideon encontrou-se desfrutando da companhia da criada Sophie, a quem ele pessoalmente treinou. Os dois ficaram muito próximos. Enquanto isso, Gabriel continuou a antagonizar Will por sua briga anterior, mas Gideon estava agora bastante calmo sobre isso, tendo superado a questão.

Ainda desgostoso e perturbado pelas ações de seu pai, Gideon decidiu compartilhar suas informações sobre Benedict com Sophie depois de se encontrar com ela em um piquenique em Hyde Park, querendo ganhar sua confiança e apreciação. Naquele momento, Gideon começou a expressar um pouco mais abertamente seus sentimentos por ela, embora continuasse falhando, já que Sophie ainda se sentia cética quanto à forma de qualquer tipo de relacionamento com ele, dado seu status social, as indiscrições de seu pai e os desafios que o Instituto passava.

Ele e Sophie começaram a se encontrar quando ele não estava trabalhando. Quando os Caçadores de Sombras do Instituto de Londres precisavam de alguém para cuidar do Instituto enquanto estavam fora, Sophie recomendou Gideon. Ele então se tornou a pessoa que eles muitas vezes chamavam quando precisavam de alguém para cuidar do Instituto.

Antes que Tessa e o resto do Instituto saíssem para se encontrar com Nate Gray (sob o disfarce de Jessamine), Tessa encontrou Gideon e Sophie compartilhando um momento íntimo no corredor, preocupando Tessa e fazendo-a alertar Sophie sobre ele. Gideon estava murmurando em sua orelha e retirando mechas de seu cabelo longe de seu rosto. Ele e Sophie cuidaram do Instituto enquanto os outros se foram.

Após a morte de Nate, Gideon revelou o novo segredo encontrado sobre seu pai a Sophie e explicou a razão por trás da associação de Benedict com Mortmain. Pouco antes de Charlotte estar prestes a entregar o Instituto a Benedict, Sophie revelou isso a todos no Instituto. Ele estava presente quando Charlotte, Tessa e Will chegaram à mansão Lightwood para confrontar seu pai. Quando os membros do Instituto vieram chantagear seu pai, Gideon tomou partido com eles no confronto. Ele temia o futuro do Enclave, a força dos Caçadores de Sombras de Londres, se seu pai se tornasse chefe do Instituto. Depois saiu com os caçadores de sombras do Instituto, decidindo instalar-se no Instituto. Ele ficou contra seu pai depois de descobrir que sua mãe morreu após contrair a varíola demoníaca dele, tornando-o responsável por seu suicídio, e por mentir para ele sobre isso toda a sua vida. Isso essencialmente terminou seu relacionamento com seu pai. Benedict foi então chantageado para retirar seu pedido de se tornar o líder do Instituto de Londres. Ele tentou convencer seu irmão Gabriel a se juntar a ele no Instituto, mas ele recusou por vergonha e lealdade a seu pai. Gideon ficou desapontado com isso, mas sugeriu que seu irmão era sempre bem-vindo para se juntar a ele, convencido de que eventualmente Gabriel iria ver a razão. Ele se sentou com os caçadores de sombras do Instituto na reunião do Conselho. [1]

Guerra dos Autômatos

Ao se mudar para o Instituto, Gideon se aproximou ainda mais de Sophie Collins, que não achava que seu flerte pudesse continuar enquanto viviam sob o mesmo teto. Ela não queria que ele a visse trabalhando como empregada, e como ele agora residia no Instituto, ela tinha que servi-lo. No entanto, Gideon ainda estava muito apaixonado por Sophie, e pediu-lhe para lhe trazer scones para que ele pudesse vê-la. Enquanto isso, seu pai sucumbiu à varíola demoníaca, resultando em sua transformação em um demônio gigante, e infelizmente ele teve que matar seu pai. Ele então retornou ao Instituto de Londres com seu irmão, Gabriel, que o ajudou e ao Instituto no assassinato. Depois de entregá-lo seus scones em uma noite, Sophie o consolou sobre a perda de seu pai, mas notou que todos os scones que ela havia lhe trazido estavam escondidos debaixo de sua cama. Gideon explicou que ele usou os scones como uma desculpa para ver Sophie e que ele não pensou no trabalho extra que ela tinha para fazê-los. Furiosa, ela saiu. Gabriel então o provocou, e Gideon jogou um scone nele.

Ele e Gabriel foram então abordados pelo Cônsul Wayland, que lhes pediu para interceptar o correio de Charlotte e dizer-lhe com quem ela estava se correspondendo, com medo de que ela estivesse se tornando uma adversária. Gideon e Gabriel concordaram, mas enviaram ao Cônsul informações falsas, falando sobre seus muitos chapéus florais e sua falta de cuidado feminino com relação à doença de seu tio. Sophie os pegou e, antes de denunciá-los, Gideon explicou que ele estava protegendo Charlotte. Ele então mostrou a Sophie suas cartas e ela riu, e toda sua tensão anterior estava resolvida. Mais tarde, declarou seu amor por Sophie e sua intenção de casar com ela na frente de todos. No entanto, ela exigiu uma proposta adequada onde ele pergunta-se a ela se ela desejava isso. Ele então recitou uma proposta sincera, que ela aceitou. Em Cadair Idris, Gideon lutou ao lado de Gabriel e voltou vivo. Mais tarde esteve presente na Ascensão de Sophie, onde observou orgulhosamente e foi notado que ele foi o que aplaudiu mais alto. [2]

Vida adulta

Gideon passou a ter três filhos com Sophie: Barbara, a quem nomeou em homenagem a sua mãe, Eugenia, e Thomas.

Enquanto os Lightwoods aviam se tornado motivo de riso por causa das ações de seu pai, Gideon e Gabriel trabalharam duro para recuperar a honra de sua família, o que eles eventualmente conseguiram. [3]

Descrição física

Gideon é dito ser muito atraente; Ele é muito musculoso e tem cabelos louros cor de areia e olhos verde-acinzentados. É notado que ele ganhou a maioria das características físicas de seu pai.

Personalidade e traços

Gideon é excepcionalmente diferente do resto de sua família. Como sua mãe, Gideon é maduro e bondoso, assim como tranquilo de natureza e tipicamente calmo. Ele é conhecido por ser um bom professor para Sophie e é muito menos imprudente do que seu irmão. É mostrado que ele se importar muito com seu irmão, retornando a Londres, embora odiasse a casa de seu pai, apenas para ajudar seu irmão. Ele fala espanhol quando está de bom humor.

Aparições

Galeria

Curiosidades

  • De acordo com a árvore genealógica encontrada, Gideon morreu em algum tempo em 1919, na idade de 60 ou 61 anos.

Referências

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.