FANDOM


Bartholomew "Bat" Velasquez é o segundo-no-comando da Matilha de Maia em Nova York. Diferentemente de seus companheiros lobisomens, ele não vive no quartel general da matilha, nem parou de sonhar; em vez disso, ele tem seu próprio apartamento e também uma carreira na música, trabalhando como DJ no Clube Pandemônio.

Biografia

História

Quando Maia Roberts chegou pela primeira vez à cidade, ele foi um de seus primeiros amigos lobisomens, juntamente com Steve e Gregg. Uma vez, no parque, eles correram até alguns vampiros que sugavam bolsas de sangue embaixo de uma ponte. Eles entraram em uma briga, e então testemunharam os vampiros rasgando Gregg pela metade e comendo-o quando suas entranhas saíram de seu corpo.

Em outra ocasião, dois garotos adolescentes armados com facas tentaram levar Maia enquanto ela estava andando pelo Central Park numa noite, e apenas Bat pode impedi-la de matar ambos.

Em um determinado ponto, Maia e ele começaram a sair juntos. Entretanto, Maia disse-lhe que não estava pronta para um relacionamento de verdade, e Bat decidiu terminar com ela e dar-lhe espaço, apesar do que sentia. Eles permaneceram bons amigos depois daquilo. Bat, então, começou a sair com uma "bruxa" chamada Eve, embora sua relação não tenha durado.

Pandemônio

Em uma tarde, em agosto de 2007, Clary Fray e Simon Lewis divertiam-se no Clube Pandemônio após conhecer os Caçadores de Sombras do Conclave pela primeira vez. Simon notou que Bat, DJ naquela noite, estava fazendo um trabalho excepcional.[2]

Em uma determinada tarde no mês seguinte, Bat estava sentado ao lado de Maia quando Jace Herondale entrou no Hunter's Moon, um bar lobisomem do submundo. Bat e Jace rapidamente começaram a trocar comentários sarcástico. Bat, incapaz de conter sua raiva, atacou-o e perdeu, e foi imediatamente expulso pelo bartender, Pete, para "dar uma volta".

Lá fora, ele viu uma figura estranha ajoelhada sobre um filhote, Joseph, cuja garganta fora aberta. Ele involuntariamente impediu que um homem drenasse o sangue do jovem licantropo. Bat imediatamente voltou ao bar para contar aos outros. Em seu retorno, a reação de Jace os assustou, especialmente porque os Os Acordos haviam sido assinados há uma semana.

Quando Jace usou um termo depreciativo desconhecido para lobisomens, uma luta entre ele e alguns lobisomens finalmente eclodiu, com Bat fazendo o primeiro movimento. Quando Luke chegou para parar a briga, Bat foi o único que ainda estava hostil e recusando-se a deixar Jace ir. Apenas quando Jace começou a falar com Luke ele o deixou ir.[3]

A Guerra Mortal

Quando Simon estava saindo com ambas Maia e Isabelle em setembro, Maia se confidenciou a Bat, que lhe deu conselhos. Ele lhe disse para não ser tão dura com Simon, que, além de ser um geek que não tivera muita sorte com mulheres, parecia um cara que faria coisas idiotas quando garotas estivessem envolvidas.[4] Quando Luke foi ferido em novembro, Clary e Jocelyn o levaram para o quartel general. Apesar da hora avançada, Bat, que era então terceiro-no-comando, ainda estava lá e ajudou a tratar Luke.[5]

Em dezembro, Luke foi para Idris como representante dos lobisomens no Conselho. Naquela altura, Bat era seu segundo-no-comando, e, consequentemente, tornou-se o líder temporário da matilha. Como esperado dele, Bat estabeleceu-se no Hunter's Moon.

Enquanto a matilha esperava notícias de seu verdadeiro líder, Sebastian Morgenstern atacou e queimou a Casa da Praetor, e também matou a maior parte dos Praetorianos. Bat estava entre os lobisomens que responderam ao pedido de socorro de Maia, a qual, recuperando-se do choque, contou mais tarde a Bat que ia terminar com Jordan no dia em que foi morto por Sebastian, mas continuava adiando. Ele a confortou durante o funeral dos membros do Praetor Lupus.

Pouco tempo após o resgate, Rufus Hastings, um sobrevivente do massacre, começou a espalhar seu descontentamento entre os lobisomens, dizendo que Luke era mais caçador de sombras do que lobisomem, e que sua lealdade era dos Nephilim, e que Bat também não era confiável, porque Luke o nomeara. Porque todos estavam começando a se preocupar com as ameaças de Sebastian contra os Seres do Submundo, alguns o ouviram.

Maia, cuja firme lealdade a Luke preocupava Bat, que sabia que Rufus podia colocá-los contra ela também, decidiu confrontar Rufus. Quando ele lhe bateu, Bat ordenou-lhe que deixasse a matilha, já que era apenas um hóspede indesejado. Rufus imediatamente desafiou Bat pela liderança do bando, o que ele aceitou, porque de outra forma perderia influência sobre os outros lobisomens. Bat admitiu para Maia que estava nervoso e sabia que havia uma grande chance de que Rufus o derrotasse. Querendo que ela ficasse salva, Bat tentou fazer com que Maia saísse da cidade.

A luta aconteceu na noite seguinte, na parte sudoeste de Long Meadow, no Prospect Park, com Leila Haryana atuando como árbitra. Rufus era maior e elevou-se sobre Bat, apesar de, em sua vantagem, ele ser mais magro e mais rápido. Rufus tirou o "Primeiro sangue" quando ele retalhou o peito de Bat com suas garras afiadas. Rufus atingiu o pulso de Bat e o nocauteou. Antes que Rufus pudesse dar o golpe mortal, Maia propôs outro desafio contra Rufus, o que tecnicamente não é permitido. Rufus aceitou o desafio mesmo assim, e se lançou direto contra ela. Maia jogou terra e grama em seus olhos, cegando-o temporariamente. Aproveitando a oportunidade, ela quebrou seu pé e lançou suas garras em seus olhos, matando-o. Com isso, ela foi proclamada a nova líder. Depois da luta, ela foi até Bat, que já estava começando a se curar. Ele falou com ela com dificuldades, achando levemente engraçado que ela tivesse jogado sujo.

Aceitando completamente Maia como nova líder, Bat tornou-se seu conselheiro, começando por explicar-lhe a administração do bando. Logo, eles descobriram, por meio de Malcolm Fade e Catarina Loss, que Luke de fato fora sequestrado por Sebastian. Quando Maia imediatamente convocou um encontro com Maureen Brown, a líder do clã local de vampiros, Bat esteve entre aqueles que a acompanharam. Ele se surpreendeu quando ela concordou em formar uma aliança contra os Nephilim, especialmente quando Maia permitiu que Maureen bebesse seu sangue para selar o acordo. Quando foi revelado que aquilo era um plano para envenenar Maureen, planejado por Maia e Lily, Bat, apesar de chocado, não questionou sua decisão e até mesmo ficou satisfeito com o resultado. Bat concordou em sentar-se com Maia durante suas discussões com Lily pela aliança de seu grupo.

Depois disso, Bat foi ao Hospital Beth Israel para ajudar Catarina com um demônio, o qual ele e Maia foram capazes de matar, apesar de dificultosamente, provando o que Lily queria mostrar aos seres do submundo - que eles precisavam dos Caçadores de Sombras para cuidar de seus problemas com demônios.

Cinco meses depois da Guerra Mortal, Bat foi ao casamento de Luke e Jocelyn na Fazenda Três Flechas. Uma cabine de DJ fora colocada para ele, apesar de ele ter, na verdade, caminhado ao redor enquanto outras pessoas tocavam piano na tenda principal. Nessa altura, ambos Bat e Maia estavam aparentemente se esforçando para continuar seu relacionamento anterior. [6]

Após a guerra, Bat e Maia participaram do restabelecimento da Praetor Lupus. Uma vez que Bat manteve tanto uma vida em uma matilha ativa de lobos e a vida mundana, uma raridade para lobisomens, ele é particularmente importante no processo de restauração.[1]

Descrição Física

Bat é um garoto musculoso e de ombros largos com cerca de 1,80m de altura. Ele tem pele negra, olhos castanhos, e queixo quadrado. Ele também tem uma cicatriz ao longo de sua bochecha direita, onde queimou-se com pó de prata, e uma cicatriz em forma de cratera no braço direito, onde recebeu um tiro com uma bala qualquer.

Aparições

Galeria

Referências

Esta página utiliza conteúdo de um artigo da The Shadowhunters Wiki.
A lista de autores pode ser vista no histórico da página.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.