FANDOM


Anjos Que Caem Duas Vezes
TSA10 cover 01
Informação
Autor(es)

Cassandra Clare
Robin Wasserman

Narrador

Brett Dalton

Data de
Lançamento
17/11/2015 (e-book)Eua-icone
15/11/2016 (impresso)Eua-icone
2016/2017 (impresso)Brasil-icone
Série
Contos da Academia dos Caçadores de Sombras
 1  2  3  4  5  6  7  8  9  10
Ordem de Lançamento
Lançado depois de
Nascido Para a Noite Sem Fim
Lançado antes de
Dama da Meia-Noite

Anjos Que Caem Duas Vezes é a décima e ultima história em Contos da Academia dos Caçadores de Sombras. Foi escrito por Cassandra Clare e Robin Wasserman e lançado em 17 de Novembro de 2015.

Descrição

A jornada de Simon para se tornar um Caçador de Sombras se aproxima do fim e sua cerimônia de Ascensão se aproxima.


Alguém vive e alguém morre na cerimônia de Ascensão de Simon.[1]

Enredo

No dia antes da primeira ascensão da Academia em décadas - A Ascensão dos recrutas mundanos de Simon e George - George se emociona enquanto eles realizam suas tarefas de limpezas regulares de seus quartos. George tem estado nostálgico há dias, apontando para tudo que eles estariam fazendo juntos pela última vez.

Juntando-se a seus amigos Caçadores de Sombras Beatriz, Julie, e Jon, e sua companheira Ascendente Marisol na sala de estudantes, o grupo pondera sobre como será que é beber do Cálice Mortal quando eles percebem que o seu outro companheiro mundano, Sunil, está longe de ser encontrado. Pouco depois, uma estudante mais jovem entrega nas mãos de Marisol um bilhete, revelando que Sunil tinha deixado a Academia, incapaz de suportar o pensamento da ascensão... Ou morrer no processo. Enquanto Marisol fica furiosa e se sente traída por sua saída, isto faz Simon ter ainda mais segundos pensamentos e se retira para o seu quarto mais cedo.

Simon é então recebido por Clary, que está esperando em seu quarto. Os dois não discutem o risco de morte que vem com sua ascensão iminente, mas a ideia momentaneamente paira sobre eles. Juntos, eles se transportam para Nova York, assim Simon poderia dizer adeus e devidamente cortar seus laços com a sua família, antes da Ascensão. Uma vez dentro de sua casa, Simon come com entusiasmo tudo o que ele poderia pegar em sua geladeira.

Ele e sua mãe têm uma conversa, durante a qual ela pede desculpas por algo que nenhum deles se lembra, porém Simon sabe exatamente o que a faz se sentir culpada: o tempo que ela tinha o expulsado de sua casa quando descobriu que ele era um vampiro, alguns anos antes. Simon acaba incapaz de dizer adeus a sua mãe ou sua irmã, que dormia, a quem decide não acordar. Simon deixa sua mãe dormir, prometendo continuar a sua discussão no dia seguinte. Em vez disso, ele deixa um bilhete para elas desculpando-se por ter que sair abruptamente e Simon promete a si mesmo que vai voltar para elas um dia.

Simon, em vez de se dirigir ao Instituto, caminha por Manhattan pensando sobre o que significará Ascender e se tornar um Caçador de Sombras. Ele tenta se sentir feliz por supostamente recuperar suas memórias, mas teme que ele não goste de quem ele se tornou quando se lembrar. Ele decide que quer uma última noite em Nova York como a pessoa que ele é, e vai para Chinatown para obter comida para viagem. Enquanto ele vagueia por Manhattan, ele pensa em seu relacionamento com Isabelle e se ele a merece. Simon eventualmente acaba em seu velho apartamento que dividia com Jordan, e leva um momento para relembrar todos os que morreram. No fundo do pensamento, ele não percebe que Isabelle aparece atrás dele, e eles caminham até o apartamento de Magnus e Alec, que está vazio desde que o casal está de férias com seu filho.

Simon e Isabelle têm uma longa conversa — com Isabelle se despindo lentamente — sobre sua Ascensão. Ela tenta deixar claro para ele que ela vai amá-lo, mesmo se ele continuar um mundano, mas ele admite que nunca iria desistir como ele sentia que ela nunca poderia amar um covarde. Ele revela seu medo de morrer depois de beber do Cálice Mortal, e Isabelle reassegura-lhe que o Cálice vai saber que ele é digno. Os dois passam a noite juntos.

Na manhã seguinte Simon felizmente volta para a Academia, onde George está apenas acordando. Eles têm uma conversa sobre o futuro, e se vestem para a Cerimônia de Ascensão. Antes de partir, Simon diz a George que pensa nele como um irmão, e eles se abraçam. Juntos caminham até o Salão do Conselho.

Simon e George chegam ao Salão e se sentam com os outros Ascendentes, percebendo que mais dois mundanos, Leilana Jay e Boris Kashkoff, partiram durante a noite. Simon procura pelos pais de George, mas George diz que pediu a seus pais para não comparecerem caso ele morresse. Simon varre a multidão, reconhecendo que Clary, Jace, Isabelle, e mesmo Magnus e Alec — com Max — estão presentes. Há também muitos Caçadores de Sombras presentes, pois esta é a primeira Ascensão em décadas. Ele finalmente percebe que se tornar um Caçador de Sombras é sobre se juntar a seus amigos, não sendo uma parte da Clave ou sujeito às suas regras. Ele faz as pazes com sua decisão.

Um a um, os Ascendentes dão um passo à frente e tomam o juramento, bebendo do Cálice, enquanto dois Irmãos do Silêncio se preparam para esculpir seus nomes em runas e ajudar se algo der errado. Cada aluno sobrevive à Ascensão, e Simão é chamado pelo Cônsul para sua vez. Ele sacode as mãos dos professores e se ajoelha diante de Jia, recitando o juramento. Quando chega a hora de beber, faz uma pausa, mas toma coragem e continua. Uma vez que ele bebe, ele imediatamente se lembra de tudo que Asmodeus o fez esquecer, sente seu corpo queimar com fogo de anjo, e se torna um Caçador de Sombras.

Jia o nomeia como Simon Caçador de Sombras, e diz para ele se levantar. Ele não pode esperar para contar a George o que ele viu em suas memórias depois, e bate em sua mão enquanto George faz o seu caminho com confiança para o estrado. George levanta o Cálice Mortal e faz um brinde ao quarto, bebendo enquanto todos riem. Simon ri também até ouvir gritos, e a sala cai em silêncio.

Há um flash de luz e Simon vê George no chão, enegrecido e desmoronando. Os Caçadores de Sombras adultos limpam o local e Simon tenta ir até George, mas é parado e contido por Catarina. Ele observa como George rapidamente apodrece e morre, enquanto os irmãos do silêncio se agacham ao seu redor, incapazes de ajudar. Catarina conforta Simon enquanto ele observa, e uma vez que George morre, Simon lhe dá o adeus de um caçador de sombras.

Semanas mais tarde Simon, Isabelle e Clary ficam de pé sobre a sepultura de George, em Londres, fora do Instituto de Londres. Simon está irritado que a Clave negou o enterro de George na cidade silenciosa, porque foi considerado "indigno" desde que o cálice o rejeitou. O Instituto de Londres, entretanto, havia prometido a George um lugar depois de ter Ascendido, e tinha cumprido sua palavra, dando-lhe um lugar para descansar.

Simon recorda as últimas semanas, treinando e indo em missões, enquanto se preparava para sua cerimônia parabatai com Clary, que está apenas há alguns dias de distância. Ele de repente vê uma mulher, o fantasma de Jessamine Lovelace, brilhar sobre a lápide de George, com George aparecendo ao lado dela. Simon fica surpreso e diz o nome de George antes que os dois fantasmas desapareçam, George sorrindo com a mão de Jessamine em seu ombro. As duas meninas não percebem os fantasmas, e Simon chega a uma decisão sobre seu nome de caçador de sombras. Ele decide ser Simon Lovelace, e vê George sorrindo na névoa uma última vez antes que ele desapareça. Ele diz às garotas que quer ir para casa, para Nova York.

Personagens

Apenas mencionados:

Galeria

Cenas

Capas

Curiosidades

  • O título foi obtido a partir de uma linha no poema I Never Lost as Much but Twice por Emily Dickinson.

Referências

Crônicas dos Caçadores de Sombras de Cassandra Clare
Os Instrumentos Mortais
Cidade dos Ossos Cidade das Cinzas Cidade de Vidro
Cidade dos Anjos Caídos Cidade das Almas Perdidas Cidade do Fogo Celestial
As Peças Infernais Os Artifícios das Trevas
Anjo Mecânico Dama da Meia-Noite
Príncipe Mecânico Senhor das Sombras
Princesa Mecânica Rainha do Ar e da Escuridão
As Últimas Horas As Primeiras Maldições
Corrente de Ouro Os Pergaminhos Vermelhos da Magia
Corrente de Ferro O Livro Branco Perdido
Corrente de Espinhos O Volume Negro dos Mortos
As Crônicas de Bane
O Que Realmente Aconteceu No Peru Salvando Raphael Santiago
A Rainha Fugitiva A Queda do Hotel Dumort
Vampiros, Bolinhos e Edmund Herondale O Que Comprar Para o Caçador de Sombras...
O Herdeiro da Meia-Noite A Última Batalha do Instituto de Nova York
Ascensão do Hotel Dumort Os Rumos do Amor Verdadeiro
Contos da Academia dos Caçadores de Sombras
Bem-Vindo à Academia dos Caçadores de Sombras Reis e Príncipes Pálidos
O Herondale Perdido Língua Afiada
O Demônio de Whitechapel O Teste de Fogo
Nada Além de Sombras Nascido Para a Noite Sem Fim
O Mal Que Amamos Anjos Que Caem Duas Vezes
Fantasmas do Mercado das Sombras: Uma Antologia de Contos
Filho do Amanhecer Aqueles Que São Perversos
Longas Sombras A Terra Que Perdi
Todas as Coisas Extraordinárias Através do Sangue, Através do Fogo
Aprender Sobre Perda Fantasmas de Velhos Amores
Um Amor Mais Profundo Para Sempre Caído
Próximos
Os Poderes Perversos
Livros Complementares
O Códex dos Caçadores de Sombras
Uma História de Notáveis Caçadores de Sombras e Seres do Submundo
The Official Mortal Instruments Coloring Book
Graphic novel de Os Instrumentos Mortais
Adaptações
City of Bones: The Graphic Novel
As Peças Infernais (Mangá)
Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos
Shadowhunters: The Mortal Instruments
Esta página utiliza conteúdo de uma página da The Shadowhunters Wiki.
A lista de autores pode ser vista no histórico da página.