FANDOM


A Queda do Hotel Dumort
TBC07 cover, Portuguese.jpg
Informação
Autor(es)

Cassandra Clare
Maureen Johnson

Narrador

Cecil Baldwin

Data de
Lançamento
15/10/13 (ebook) Eua-icone.png

11/11/14 (impresso) Eua-icone.png 06/11/14 (impresso) Brasil-icone.png

Editora Simon & Schuster Eua-icone.png

Galera Record Brasil-icone.png

Série
As Crônicas de Bane
 1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11
Ordem de Lançamento
Lançado depois de
Salvando Raphael Santiago
Lançado antes de
O Que Comprar Para o Caçador de Sombras Que Já Tem Tudo

A Queda do Hotel Dumort é a sétima história presente em As Crônicas de Bane.

Descrição

Magnus Bane vê seu ponto de encontro preferido da década de 1920, o uma vez glamouroso Hotel Dumort, tornar-se algo totalmente diferente na década de 1970 na cidade de Nova York. Cinquenta anos após o surgimento da Era do Jazz do Hotel Dumort, o imortal Magnus Bane sabe que o marco de Manhattan está em declínio. O outrora bonito Hotel se tornou algo decadente, uma ruína, tão morto quanto um lugar pode ser. Mas os vampiros não se importam...

Enredo

Julho de 1977.

Magnus Bane está no avião de volta a Nova York depois de dois anos de viagem. Ao lado dele se senta uma mulher, que Magnus percebe ser uma viciada. Ela está muito curiosa em relação a ele e, sendo agente de Relações Públicas, dá a ele um ingresso para o novo clube que ela está promovendo: Electrica. Ela então se oferece para que partilhem sua próxima dose de cocaína. Ele recusa, sabendo que a fase de vício em drogas irá eventualmente passar, e cai no sono.

Magnus, após o desembarque em Nova York, está cheio de nostalgia. Ele pega um táxi até seu apartamento em Manhattan e, durante a corrida, o motorista conta a ele da recente onda de assassinatos em Nova York. Finalmente chegando a seu apartamento, Magnus sente um cheiro desagradável e imediatamente fica desconfiado. Lá dentro, ele encontra quatro vampiros ocupando seu sofá, assistindo desenhos. Magnus então expulsa os aproveitadores, durante o qual ele percebe a aparência doentia dos mesmos – digno de atenção já que vampiros não ficam doentes, somente com fome. Enquanto sua mágica consegue limpar o local, não consegue fazer o cheiro ir embora.

Impossibilitado de dormir devido à sensação persistente de falta de higiene no apartamento, além de sua insônia, Magnus decide sair para a cidade. Ele pega um jornal e acaba lendo sobre os assassinatos que o taxista lhe contou. Ele então segue para um restaurante para tomar café e, enquanto senta em sua cabine, é acompanhado por seu velho amigo lobisomem Gregory Jensen. Greg conta a ele que há algo errado com os vampiros ultimamente, que eles estão matando e se alimentando como loucos e isso pode ser ruim para todos os seres do submundo caso os Caçadores de Sombras descubram. Depois de uma pequena conversa, Magnus decide acompanhar Greg em sua patrulha.

Enquanto os dois estão patrulhando as ruas, Greg conta para Magnus que ele acha que o calor é que está causando loucura nos vampiros. Magnus questiona se Max Lincoln, o até então líder dos lobisomens, tem falado com Camille. O qual Greg responde que os dois não se falam, e Camille passa a maior parte de seu tempo em discotecas. Magnus tenta descobrir se Raphael Santiago fez algo para estabilizar a situação e descobre que Raphael foi mandado embora depois de confrontar Camille sobre o assunto.

Depois da patrulha, eles param na sede dos lobisomens em Chinatown para ouvir os relatórios dos outros. Lá, Magnus ouve de outro licantrope, Elliot, que eles acharam um corpo depois do óbvio ataque de vampiros e cortaram sua garganta para cobrir as marcas de perfuração. Lincoln tenta persuadir Magnus a falar com Camille, a fim de evitar que a situação piore, ao qual ele aceita com relutância.

Magnus faz uma visita ao edifício de apartamentos Eldorado, onde Camille mora, esperando vê-la. Lá, ele é encurralado por uma vampira que ele lembra como Daisy, mas que na verdade é Dolly. Ela pergunta a ele o que ele está fazendo lá e bloqueia a entrada. Magnus responde que ele deseja ver Camille, onde ela não se move para fora do caminho, mas envia outro vampiro para falar com Camille. Enquanto Dolly se mantém no lugar, ela pega o ingresso da Electrica dele. Então Magnus é finalmente liberado a entrar.

Dolly leva Magnus até o quarto de Camille. No quarto, ele a encontra, não como ela costuma aparentar, junto com sua presa mundana, Sarah. Ele observa sua inquietação em torno do quarto e tenta falar com ela sobre o assassinato. Camille ignora sua pergunta dizendo que ela talvez seja uma líder, mas não controla os vampiros e que eles precisam de liberdade. Observando Sarah, Magnus finalmente entende porque os vampiros estão tão estranhos. Eles estão se alimentando de humanos que tem usado drogas e se tornaram viciados. Essa era a razão pela qual eles estão agindo tão estranho. Magnus se oferece para ajudar a ela e aos outros a limparem seus sistemas das drogas, mas apesar de suas advertências, Camille não quer ouvir e ordena a sua saída. Ele vai embora, acompanhado por Dolly.

Quando ele chega a sua casa, Magnus não fica surpreso ao ver Lincoln lá, esperando por ele. Magnus conta a ele a razão para a loucura dos vampiros e diz que não há nada que ele possa fazer. Nada feliz, Lincoln responde que ele entende, mas se alguma coisa acontecer novamente os lobisomens irão fazer algo em relação e que Magnus deve se manter distante, o que Magnus cede. Durante vários dias, Magnus não consegue esquecer a cena do quarto de Camille, então ele se mantém ocupado.

Em 13 de Julho de 1977, em Nova York é dia de apagão. Village, onde Magnus mora, está festejando e a música preenche as ruas. Magnus também está fora curtindo a loucura do acidente, porém não é o caso na cidade. Centenas de lojas foram quebradas, mais de uma centena de incêndios, relatos de saques e tiros são trocados. Longe da multidão, Greg surge e conta a Magnus que vampiros enlouqueceram no clube Electrica devido ao apagão. E os dois correm para ajudar.

Um total de nove mortos foram encontrados no clube, entre os quais está a mulher do avião, que sentou perto de Magnus. Ele começa a se culpar de ter dado os ingressos para os vampiros, mas é consolado por Lincoln. O líder da matilha dá uma hora para Magnus convencer Camille a voltar a seu juízo, caso contrário, os lobisomens receberam permissão da Praetor Lupus para lidar com a situação.

Magnus utiliza um Portal para ir até Eldorado e encontra Camille do lado de fora, esperando por ele semiconsciente. Ele a convence a ir ao cemitério para a sepultura de terra, a fim de chamar os outros vampiros. Uma vez no cemitério, Magnus arromba a cripta e destrói todos os frascos com terra de sepultura. Quando perguntado por Magnus onde isso irá levar os vampiros, Camille responde: Hotel Dumont.

Magnus diz para Camille fazer o que ele diz, ou pelo menos tentar e eles se transportam para o Hotel Dumont. Ele prende todos os vampiros com Camille dentro do hotel auxiliado por vigias durante três dias. Quando eles finalmente abrem as portas, os lobisomens e Magnus observam os vampiros espalhados em todas as partes do salão de baile. Após Magnus encontrar Camille no salão, ele a ajuda a subir as escadas. Eles compartilham algumas memórias do passado e Camille promete que isso nunca acontecerá novamente, não sob sua vigilância. Quando Magnus vai embora, ele encontra Raphael, que se desculpa e diz que ele estava tomando conta dos doentes.

Uma vez que Magnus retorna para seu apartamento, ele chama sua amiga, Catarina Loss, para vir. Ele a convence a lhe ajudar a esquecer de todas as coisas que aconteceram. Após ter a memória apagada, Magnus fica intrigado em ver Catarina em seu apartamento. Ele não consegue se lembrar do que esteve fazendo nas últimas duas semanas e quando perguntado por Catarina sobre Camille, ele diz que não tem a visto em oito anos.

Personagens

Galeria

Cenas

Capas

Curiosidades

  • Foi originalmente pensado como A Ascensão e Queda do Hotel Dumort, mas foi publicado como duas histórias separadas, embora tenha continuidade. A outra metade, A Ascensão do Hotel Dumort, foi lançado online 2 meses antes.
Crônicas dos Caçadores de Sombras de Cassandra Clare
Os Instrumentos Mortais
Cidade dos Ossos Cidade das Cinzas Cidade de Vidro
Cidade dos Anjos Caídos Cidade das Almas Perdidas Cidade do Fogo Celestial
As Peças Infernais Os Artifícios das Trevas
Anjo Mecânico Dama da Meia-Noite
Príncipe Mecânico Lorde das Sombras
Princesa Mecânica A Rainha do Ar e da Escuridão
As Últimas Horas As Primeiras Maldições
Corrente de Ouro O Livro Branco Perdido
Corrente de Ferro O Volume Negro da Morte
Corrente de Espinhos Os Pergaminhos Vermelhos da Magia
As Crônicas de Bane Contos da Academia dos Caçadores de Sombras
O Que Realmente Aconteceu No Peru Bem-Vindo à Academia dos Caçadores de Sombras
A Rainha Fugitiva O Herondale Perdido
Vampiros, Bolinhos e Edmund Herondale O Demônio de Whitechapel
O Herdeiro da Meia-Noite Nada Além de Sombras
Ascensão do Hotel Dumort O Mal Que Amamos
Salvando Raphael Santiago Reis e Príncipes Pálidos
A Queda do Hotel Dumort Língua Afiada
O Que Comprar Para o Caçador de Sombras Que Já Tem Tudo O Teste de Fogo
A Última Batalha do Instituto de Nova York Nascido Para a Noite Sem Fim
Os Rumos do Amor Verdadeiro (E Os Primeiros Encontros) Anjos Que Caem Duas Vezes
Próximos
Os Poderes Perversos
The Mortal Instruments (graphic novel)
Livros Complementares
O Códex dos Caçadores de Sombras
Uma História de Notáveis Caçadores de Sombras e Seres do Submundo
The Official Mortal Instruments Coloring Book
Adaptações
City of Bones: The Graphic Novel
As Peças Infernais (Mangá)
Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos
Shadowhunters: The Mortal Instruments


Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória